Durante muito tempo as notícias envolvendo a areia acumulada no bairro Areias de Macacu tinham relação com a remoção muitas vezes exagerada do material naquela localidade. Caminhões eram fotografados, processos eram instaurados, várias entidades envolvidas, enfim, toda uma confusão.

O tempo passou, a estrada agora é asfaltada, mas a saga continua. A natureza não interrompe seu processo de tomar o que é dela. Como consequência disso, a areia continua a avançar na via pública.

Em 2019 teve grande destaque a remoção exagerada de areia por parte do poder público. O que era para ser apenas uma remoção na estrada, se transformou no rombo visível nas dunas. Crateras foram abertas, onde o material retirado foi espalhado para os quatro cantos da cidade. Inclusive, parte desde material foi utilizado na obra de calçamento da Rodovia Adílio Inácio de Abreu, na Costa do Macacu.

Porém, o tempo acabou demonstrando que não foi uma boa escolha. As calçadas em péssimas condições acabam esfregando em nossa cara essa situação.

Voltando para 2020, o assunto voltou a tona. Trazida pelo vento, a areia cobriu novamente a rua. A situação foi avançando, beirando uma situação caótica, até que a prefeitura finalmente resolveu agir. O que ela fez? Colocou uma placa informando trânsito em meia-pista! Para quem acha que isso é piada, segue publicação da página da prefeitura:

Para não me deixar mentir (Fonte: Prefeitura Municipal)

Com toda essa situação, procurei identificar quem poderia ajudar nesta questão. Consultei então as partes envolvidas. A prefeitura municipal informa que depende de uma autorização do Ministério Público para fazer alguma coisa. Por sua vez, o Ministério Público informa que é de responsabilidade da Prefeitura Municipal a formalização de pedidos de extração da areia.

Um jogando a batata para o outro, um jogo ridículo, onde ninguém quer tomar alguma providência. No final, como de costume, acaba sobrando para a população.

Hoje em dia a tal placa sequer para em pé, devido ao vento que continua soprando forte na região. A areia não para de avançar, seguindo seu fluxo natural. A prefeitura fecha os olhos para a situação. Só espero que não seja necessária uma tragédia para a situação mudar, algum acidente que mude toda essa questão, que torne a causa prioritária.

No final das contas, o que falta é um meio termo. Em 2019, abusaram da retirada da areia, minando as Dunas e usando o material em obras. Em 2020, se negam a retirar a areia da via pública, ignorando o perigo que se tornou o trânsito naquela região. É algo realmente difícil de engolir.

Explicações pessoais – 12/05/2020

Fica aqui o desabafo! Qual a sua opinião sobre essa situação? A prefeitura deve tirar a areia de estrada? Qual a melhor solução? Deixe seu comentário, ele é muito importante para esse blog.

Me acompanhe nas redes sociais.

Facebook: /juniorabreubento
Instagram: @juniorabreuoficial 
Youtube: Junior Abreu


4 comentários

Erivaldo · 13 de maio de 2020 às 09:49

Pra evitar outros problemas, podem colocar de volta lá atrás, basta alugar uma máquina que faz este serviço.

Maíra · 13 de maio de 2020 às 15:33

Minha opinião ! Está situação é a cara da gestão atual: péssima! Isso é uma burra infantil com a comunidade que denunciou a extração irregular de areia. Não vemos o poder público trabalhando em prol da comunidade! Já fecharam a escola que tinha por ali e agora não resolvem a questão da areia na pista! Prefeito: por favor! Faça algo urgente!

guilherme seixas · 13 de maio de 2020 às 16:14

o que se espera de obras públicas? soluções? ou super faturamentos?

é inocente quem acredita que políticos vão tomar decisões para o bem geral.. liberdade individual e um governo mínimo é a solução para esse e todos outros tipos de problemas..

Darío · 13 de maio de 2020 às 19:19

Tem que planejar de novo a pista…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.