É proibido morrer!

É proibido morrer!

Quem dera fosse piada, mas na verdade esse título demonstra um problema de longa data em nossa cidade, problema este jogado de canto, ignorado pelo poder público. Quem me acompanha sabe que esse assunto é rotineiro por aqui. Pois bem, a pauta mais uma vez é o Cemitério Municipal.

Mais um requerimento

Na última sessão ordinária que ocorreu essa semana (07/05), em mais uma tentativa de obter alguma resposta sobre o tema, encaminhei um requerimento ao Prefeito Municipal solicitando informações sobre o nosso Cemitério Municipal. O requerimento questiona sobre a situação dos terrenos ao lado do cemitério, além de um eventual plano de ação por parte do poder público para resolver esse problema, como uma reforma, ampliação ou construção de um novo cemitério. Requerimento enviado! A esperança agora é que chegue logo uma resposta.

Em meu uso da tribuna expliquei maiores detalhes sobre o requerimento enviado e da situação que se encontra o cemitério de nossa cidade. Confira!

Porém, há um ponto em que não há mais dúvidas: A situação do cemitério requer uma atenção em caratér de urgência. É intolerável o ponto que chegamos. Não é possível caminhar dentro de cemitério sem passar por cima das covas, não há espaço para enterrar mais nossos entes queridos, sequer há um coveiro para cuidar do local. Está realmente largado as traças!

Um problema antigo

E o ponto que levantei, sobre o fato de ser uma cobrança antiga, se confirma através dos fatos. Saiba você, caro leitor, que nessa última terça-feira fez dois anos do primeiro requerimento que enviamos ao prefeito cobrando providências no Cemitério Municipal. E o que mudou de lá pra cá? Você já deve imaginar: NADA!

Reportagem abordando sobre o primeiro requerimento enviado (Fonte: RSC Portal)

Reforço mais uma vez que, em um momento como esse, perseguições políticas e brigas partidárias devem ser deixadas de lado visando o bem comum, para tratar de um assunto envolvendo algo que ninguém quer usar, mas é forçado a isso um dia.

O poder executivo deve parar um pouco de se preocupar em regulametar o serviço funerário e pensar mais no cemitério, até porque não adianta ter esse serviço se não tem aonde enterrar!

Um problema de longa data (Fonte: Garopaba Mídia)

Após tudo isso, você já deve ter entendido o título da publicação, né? Realmente está proibido morrer em nossa cidade!

Seguimos na luta pelo bem de nossa cidade, enfrentando os desafios em busca de uma Garopaba cada vez mais linda e próspera. Um grande abraço e um excelente fim de semana a todos!

A próxima sessão está marcada para o dia 14/05, a partir das 19h na Câmara Legislativa. Deixe o seu comentário, ele é de extrema importância para tornar esse blog cada vez melhor.

Lembro que agora, além de minha página no Facebook, estou também no Instagram: @juniorabreuoficial

Junior Abreu

Junior Abreu

Formado em administração pela UNIVALI. Quinze anos de experiência no setor lotérico. Vereador na 14ª Legislatura (2017-2020). Prefeito Municipal de Garopaba (2021-2024).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.