Vem BOMBA por aqui …

Vem BOMBA por aqui …

Em mais uma semana movimentada no Poder Legislativo, com reuniões importantes, pautas debatidas e projetos lidos, o grande destaque mais uma vez é a nova pauta-bomba enviada para os vereadores. Como de praxe, um projeto gigante, polêmico e enviado em regime de urgência. Além disso, algumas decepções com a mídia local causaram preocupação a esse que vos escreve.

A Sessão

Para irritação dos poucos que aguardavam o início da sessão, um atraso de quase uma hora foi causado por uma reunião realizada com o representante da polícia militar, para tratar do atendimento 190. Com isso, a sessão foi iniciada próxima das 20h.

Na matéria do dia, muitos projetos lidos, inclusive a tal pauta-bomba que citei anteriormente. Para a votação, apenas a derrubada de mais um veto, esse um parcial ao Projeto de Lei 06/2019. O veto que o prefeito gostaria de aplicar derrubaria o artigo 3º desta lei, onde a prefeitura, após um prazo sem divulgação no site, deveria enviar para os vereadores um relatório detalhado do motivo da paralisação das obras da cidade. Pois bem, veto DERRUBADO e projeto sancionado na íntegra.

Com o projeto sancionado, agora é cobrar que ele seja cumprido.

Como funciona a partir de agora? Bem, a prefeitura deverá publicar em seu site o motivo de paralização de todas as obras da cidades que se encontram essa situação. Se existe uma obra da prefeitura parada e não está o motivo no site, a população pode sim, através dessa lei, exigir a publicação do motivo no site da prefeitura. Um grande avanço na questão de transparência, que tanto cobramos nessa administração.

Além disso, no uso da tribuna, fiz o meu papel de legislador em levar a população a situação de todas as obras de infra-estrutura em andamento em nossa cidade, algumas avançando mais, outras menos. Também fiz um apelo à população para ter paciência e colaborar com o andamento das obras, que, apesar dos transtornos, irá trazer muitos benefícios para a localidade. Confira minha participação na tribuna:

Fonte: Rádio Frequência Garopaba

A tal pauta-bomba

Enfim, ainda se sabe muito pouco sobre esse tal projeto, até porque acabou de ser entregue aos vereadores. O que assusta mais uma vez é a inserção do regime de urgência em um projeto tão complexo e extenso, como se o poder executivo estivesse falando “aprova aí e deu!”. Calma, as coisas não funcionam assim.

Ainda é muito cedo para lançar uma posição sobre o projeto, mas uma breve leitura já apontou algumas armadilhas que adoram enviar para os vereadores, creio que para testar se eles realmente leram. Acabei citando uma delas em meu uso da tribuna, causando espanto e surpresa nos outros vereadores, que passaram a folhear rapidamento o projeto para identificar o que eu estava falando. Enfim, creio que em minha próxima publicação estarei divulgando por aqui a minha posição quanto ao projeto, assim como uma análise mais precisa dele.

Uma mídia que mascara a verdade

Não sou de criticar os meios de comunicação, muito pelo contrário, sempre busco colaborar para que a disseminação das informações seja a mais clara e objetiva possível. Devido a isso, me causou muito espanto quando recebi a mais nova edição de um jornal local, onde trazia logo na capa a presença do Prefeito Municipal na última sessão, informando, dentre outras palavras, o enfrentamento dele aos vereadores e o discurso emocionante que ele deu.

Quem leu minha última publicação (clique aqui se você ainda não leu) sabe muito bem o que realmente ocorreu, e as duas fases que tivemos nessa presença do Prefeito. Voltando a questão do jornal local, espanto maior me causou quando abri o jornal e realizei a leitura da matéria de meia página sobre essa situação. Ao longo da matéria, a decepção só aumentava.

Dentre outras coisas, o texto ignorou fatos importante da convocação, como o requerimento, de minha autoria, que fez o prefeito comparecer na sessão, os tópicos obrigatórios na discussão, acabando assim por destacar a parte de politicagem do discurso, com as gritarias e debates sem nexo que, segundo o regimento interno da Câmara, nem deveriam ter ocorrido.

Para quem ainda desconfia, essa é a reportagem que me refiro.

Eu sinceramente continuo sem entender! Espero que tenha sido apenas um mal entendido, um estagiário que se confundiu na hora de escrever a matéria, pois o texto se tornou algo totalmente distorcido da realidade. Os meios de comunicação são sim de extrema importância, mas quando levam a população um retrato verídico da situação.

A próxima sessão está marcada para o dia 16/04, a partir das 19h na Câmara Legislativa. Qual a sua opinião sobre essa situação? Deixe o seu comentário que é de extrema importância para tornar esse blog cada vez melhor.

Um grande abraço a todos e uma boa semana.

Junior Abreu

Junior Abreu

Formado em administração pela UNIVALI. Quinze anos de experiência no setor lotérico. Vereador na 14ª Legislatura (2017-2020). Prefeito Municipal de Garopaba (2021-2024).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.